publicidade
01/11/2023 09:46

Pedro Trevisol chega ao seu 14º título de campeão gaúcho após decisão difícil em Venâncio Aires

Primeiro título foi conquistado em 2003, na Cadete

Autor: Divulgação


Foto: Idalicio Umpierre

Pedro, Marli e Nívio Trevisol esperando a cerimônia de premiação


O piloto Pedro Trevisol (Alabastro | Persol | Arteforma | Gridway | Gravina Performance | Speed Pneus | Aeroclube de Eldorado do Sul) estabeleceu um novo recorde no kartismo do Rio Grande do Sul no último final de semana em Venâncio Aires.

Depois de “zerar” a pontuação na 2ª etapa, Trevisol partiu para a rodada decisiva do Campeonato Gaúcho sob forte pressão, uma vez que necessitava de 45 pontos para ser campeão, enquanto seu principal concorrente ficaria com o título se marcasse 20.

Competindo na F4 Light Graduados, Trevisol deu um primeiro passo importante ao marcar um ponto com a conquista da pole position, apenas 22 milésimos mais rápido que o segundo colocado.

Em duas baterias completamente distintas, Pedro Trevisol venceu ambas. Na primeira, mais disputada, o piloto de Porto Alegre chegou a cair para a terceira posição, mas recuperou-se e venceu. E na segunda, mais tranquila para ele, Trevisol abriu distância conquistou nova vitória.

Ao fim de tudo, contando com o resultado obtido pelos concorrentes, Pedro Trevisol chegou ao seu 14º título de campeão gaúcho com apenas um ponto de diferença.

“Treinei muito no simulador entre a 2ª e 3ª etapa, estudei a telemetria das outras corridas para conseguir evoluir e me preparei física e mentalmente para enfrentar o que seria a corrida mais difícil desse campeonato”, relembra Pedro Trevisol (Alabastro | Persol | Arteforma | Gridway | Gravina Performance | Speed Pneus). “Foi muito difícil, mas no fim deu tudo certo. Somos campeões gaúchos novamente. Saio de alma lavada e com a sensação de dever cumprido”, completa.

Pedro Trevisol domina a F4 Graduados no Campeonato Gaúcho desde 2016 e soma sete títulos estaduais consecutivos (de um total de 10) na categoria. Seu primeiro título de campeão gaúcho foi conquistado em 2003, na Cadete.

“Meu muito obrigado à minha equipe pelo acerto do kart do meu pai Nívio, que, com todo conhecimento de engenharia mecânica, estudos e dedicação, me entregou um equipamento perfeito, o mais rápido do Brasil na F4 Graduados no último Brasileiro”, agradece. “E, claro, à minha mãe, que me motiva a cada minuto, especialmente nos momentos mais difíceis. E aos meus patrocinadores”, continua.

Por fim, uma homenagem. “Dedico de todo coração esse título ao preparador Titi, amigo que infelizmente faleceu esse ano e entristeceu o kartismo do Rio Grande do Sul”, finalizou.

  • Não há comentários cadastrados até o momento!