publicidade
05/06/2019 11:44

Alfredinho Ibiapina superou 22 concorrentes para finalizar o Sul-Americano em terceiro


Foto: Eni Alves

Alfredinho Ibiapina


Uma corrida emocionante. Uma recuperação à altura de uma final de competição internacional no Kartódromo Velopark, em Nova Santa Rita (RS), no último sábado (1º). O piloto Alfredinho Ibiapina (Orcali) saiu do 25º lugar do grid, formado por 36 participantes, para o 3º degrau do pódio da Cadete, no Campeonato Sul-Americano 2019.

Alfredinho Ibiapina esteve entre os três melhores nas baterias classificatórias. Largou em 2º lugar na pré-final e ocupava a 3ª posição quando o kart foi atingido por outro competidor a poucos metros da bandeirada final e rodou. Este incidente pode ter tirado as chances do piloto de disputar o título máximo da categoria, mas não tirou a vontade de lutar, o desejo de enfrentar os desafios e superar os seus limites.

Eu fiquei muito triste por ter que largar lá do fundo na corrida final. Sabia que seria muito difícil disputar o título, mas que eu teria muito a ganhar se eu buscasse o melhor de mim naquela corrida. Lembrei de uma frase de Ayrton Senna que diz que se você quer vencer, tem que se comprometer com o objetivo da vitória, foi o que eu fiz. Não fui o campeão da prova, mas sou vitorioso por conseguir enfrentar este desafio. Foi muito bom subir no carro e poder acenar para todo mundo que torceu por mim no desfile dos campeões”, desabafou o piloto.

'Agradeço muito a Deus por esta oportunidade, ele sabe o que faz, era pra ser assim. Equipe A8 Racing, Jeferson, meu preparador e Jonas, assistente, este troféu é de vocês também. Obrigado pai e mãe por todo o incentivo e motivação que me dão sempre, eu amo todos vocês', finalizou Alfredinho Ibiapina

Fonte: Eni Alves

  • Não há comentários cadastrados até o momento!