publicidade
17/12/2019 10:22

José Muggiati Neto venceu a Academia Toyota Gazoo Racing e disputará a Stock Light em 2020



As três últimas etapas da Stock Car foram especiais para seis pilotos de kart, escolhidos por seu desempenho ao longo da temporada para integrarem a 1ª edição da Academia Toyota Gazoo Racing, coordenada por Binho Carcasci. Em parceria com a Vicar, o programa, que incluiu diversas atividades extra-pista no Velo Cità, Goiânia e, por fim em Interlagos, levaria seu vencedor para a Stock Light em 2020.

Convidado pela Stock Car, o Portal Kart Motor esteve presente na última rodada, que teve vez no último final de semana no Autódromo de Interlagos de forma paralela à etapa decisiva da Stock Car e Stock Car Light, com a participação dos seis selecionados, João Matos, João Pedro Bortoluzzi, José Muggiati Neto, Pedro Sousa, Richard Annunziata e Stefano Marins.

Avaliação do que os pilotos aprenderam na palestra sobre relacionamento com a imprensa com o jornalista Alexander Grünwald, explanações técnicas – e prova – com o engenheiro José Avallone e visita à equipe onde o vencedor correrá em 2020, além de atividades com um Toyota Yaris para avaliação de domínio do carro foram o aperitivo para o que viria na segunda-feira.

Depois de receberem notas por sua participação nas movimentações extra-pista nas três rodadas, os seis pilotos finalmente chegaram ao momento mais esperado: pilotar um Stock Light nas curvas de Interlagos, cada qual com seu próprio jogo de pneus definido através de sorteio, bem como o carro que cada um utilizaria.

Já sendo avaliados – e após esta avaliação apenas três continuariam –, os seis pilotaram os dois carros da equipe Carlos Alves Competition Team, indo à pista para duas voltas de “instalação” e, depois, para três voltas cronometradas.

Encerrada esta primeira parte e após uma minuciosa avaliação também da telemetria de cada piloto, João Matos, José Muggiati Neto e Richard Annunziata continuaram no programa. Assim, logo após uma breve parada para almoço, os três voltaram à pista para os momentos decisivos. Seguindo um sistema de sorteio, quando foram definidas a ordem de entrada no circuito, cada piloto deu cinco voltas no carro de Lukas Moraes e cinco voltas no de Gabriel Lusquiños, pilotos oficiais da Carlos Alves na Stock Light.

Para definir o vencedor, o mais importante era logicamente o desempenho de cada concorrente em pista. As três melhores voltas de cada um no primeiro carro – com 250 hp’s, configuração especial para os testes – foram selecionadas, somadas e divididas por três, chegando-se, portanto, a uma média, procedimento repetido no segundo carro, que tinha 280 hp’s, potência utilizada regularmente na categoria.

Na sequência, as duas médias foram somadas, já que os carros tinham potências diferentes. O resultado foi dividido por dois para se chegar a uma média final, quando José Muggiati Neto foi o mais rápido na principal atividade de avaliação, cujo peso era de 50% do total de pontos em jogo. Os pilotos, então, foram pontuados e estes números acrescidos aos pontos obtidos nas atividades extra-pista.

E assim então, com 23,84 pontos, José Muggiati Neto ganhou a vaga para competir na Stock Light na próxima temporada pela equipe Carlos Alves Competition Team. João Matos foi o segundo colocado com 18,55 e Stefano Marins o terceiro, somando 18,11. Bortoluzzi (16,78), Annunziata (15,73) e Pedro Sousa (13,85) vieram a seguir, todos muito elogiados pelo coordenador e por Carlos Alves por seu desempenho em todas as atividades.

A Academia Toyota Gazoo Racing, não por coincidência lançada junto com a chegada da montadora japonesa à Stock Car na próxima temporada, foi extremamente elogiada pelos pilotos participantes. Os seis, de forma unânime, salientaram a importância da iniciativa, que reconhece, valoriza e, principalmente, incentiva suas carreiras.

Fonte: Portal Kart Motor | Erno Drehmer

  • 17/12/2019 11:09 cezar augusto fontanella

    Parabéns Zé, Parabéns Zezinho, parabéns Irineu, torcemos muito por vcs