publicidade
17/06/2021 07:26

Rafael Câmara destacou-se em dois dias de testes de Fórmula 4 em Vallelunga


Foto: Divulgação

Rafael Câmara


Principal nome no kartismo mundial neste primeiro semestre, o pernambucano Rafael Câmara segue em alta nas pistas europeias. Com uma rara semana de folga no seu calendário de competição com a equipe Kart Republic, o piloto da Oak Racing Team (ORT) aproveitou a oportunidade para acelerar um monoposto pela primeira vez na vida em uma pista homologada pela FIA.

O piloto de 16 anos de idade assumiu um dos carros da equipe CRAM na sessão de testes coletivos da Fórmula 4 Italiana no circuito romano de Vallelunga. E mostrou que as conquistas do WSK Masters Cup, WSK Super Masters Series e a liderança no Campeonato Europeu não vieram por acaso.

Com nada menos que 525 km percorridos nos dois dias, Rafael iniciou os treinos a 0.7s do líder e terminou a última sessão a apenas 0.323. Participaram dos testes inúmeros competidores regulares da F4, alguns com múltiplas temporadas acelerando com o equipamento da categoria que normalmente é a primeira na escalada do kart para o automobilismo.

Líder na terça-feira, o paraguaio Joshua Durksen, por exemplo, acumula 96 corridas de F4 desde 2019, nos campeonatos Alemão, Italiano e dos Emirados Árabes. Rafael Câmara havia guiado esse carro apenas em uma sessão de três dias de testes privados da equipe CRAM em Varano.

Depois de dedicar a manhã de terça-feira a entender o traçado de 4.085m de Vallelunga e terminar a 0.7s do melhor tempo, o competidor da ORT mostrou boa adaptação na sessão da tarde, terminando a 0.3 do líder. No acumulado do dia, ele completou 85 voltas e acabou em 15º, a 0.641 da marca registrada por Durksen.

Na manhã desta quarta-feira o pernambucano logo foi para o topo da tabela de tempos. Até que na fase final da sessão outros pilotos recorreram a pneus zero e conseguiram baixar as marcas. Câmara novamente ficou a 0.3s do melhor tempo.

Na sessão da tarde ele não foi para pista, mas acompanhou a dinâmica da equipe CRAM de dentro do box, acumulando valiosa experiência e entrosamento com os mecânicos e engenheiros. No resultado consolidado no fim do dia, o pernambucano terminou em 13º, 0.540s acima da marca estabelecida pelo piloto Prema Charlie Wurz, que é filho do ex-F1 e vencedor das 24 Horas de Le Mans, Alex Wurz.

A próxima competição no calendário do piloto ORT é a terceira e penúltima etapa do Europeu na pista espanhola de Zuera nos dias 10 e 11 de julho.

Vice-campeão mundial de kart em 2019 e em seu terceiro ano completamente dedicado às pistas na Europa, Rafael tem como prioridade na temporada o Campeonato Mundial, que pela primeira vez na história está designado para um kartódromo brasileiro. A pista de Birigui, no interior de São Paulo, recebe o evento no último fim de semana em outubro e é o mesmo palco do Campeonato Brasileiro do ano passado, evento vencido por Rafa Câmara em sua estreia como membro da ORT.

“Estou muito contente com a experiência aqui em Vallelunga. Fiquei feliz com o desempenho e percebi também o quanto esses carros são exigentes em termos de preparação física para os pilotos. Conseguimos evoluir a cada saída para pista e sei que tenho ainda muito a aprender. O ano no kart tem sido incrível e poder desenvolver minha pilotagem nos carros de fórmula é um privilégio. Fico muito grato à equipe CRAM, ao apoio da ORT e ao trabalho de meu agente Dudu Massa em viabilizar essa oportunidade”, analisou Rafael Câmara.

Fonte: Luís Ferrari

  • Não há comentários cadastrados até o momento!