publicidade
27/10/2021 15:53

Rafael Câmara chega à disputa do Mundial com otimismo depois de ótima campanha na temporada


Foto: Manuela Nicoletti

Rafael Câmara


Depois de três títulos e um vice conquistados em 2021, o brasileiro Rafael Câmara volta ao Campillos Kart Center, na Espanha, para o evento mais importante da temporada, o Campeonato Mundial. Vice-campeão na OK Júnior há dois anos, o piloto da Oak Racing Team (ORT) está inscrito com o kart #2 preparado pela tradicional equipe Kart Republic.

Ele vem credenciado por vitórias e grande desempenho desde o início do ano. O mais recente deles foi no último fim de semana, nesta mesma pista de Campillos. O pernambucano terminou em segundo lugar a rodada final do Champions of the Future, conquistando os pontos necessários para assegurar o título do evento, que antes havia passado por Genk, na Bélgica, e Zuera, também na Espanha.

Correndo na principal categoria do kartismo no mundo, a OK, Rafinha iniciou a temporada de forma dominante nas pistas italianas, conquistando o WSK Champions Cup e depois o WSK Super Masters Series.

Então veio o Campeonato Europeu, com quatro etapas. Rafael Câmara passou a primeira metade na liderança dos pontos, vencendo a etapa de Genk e terminando em segundo na França. Uma quebra na final, na Itália, derrubou o brasileiro do topo da tabela de classificação, mas ele foi combativo até o final em Zuera para terminar como vice-campeão.

Ao lado do bicampeão brasileiro, a lista de inscritos na OK tem nada menos que 75 pilotos. É a nata do kartismo mundial em 2021, muitos deles afiliados a plataformas de desenvolvimento de pilotos das principais organizações da Fórmula 1.

Estão na lista de inscritos nomes como o italiano Andrea Kimi Antonelli (integrante do programa de jovens talentos da Mercedes), o britânico Arvid Lindblad (Red Bull) e o norte-americano Ugo Ugochukwu (McLaren) – todos companheiros de Câmara na equipe Kart Republic.

Também está confirmado na competição o finlandês Tuuka Taponen, que, assim como o pernambucano, foi um dos quatro finalistas da seletiva global da Ferrari Driver Academy em Maranello há duas semanas.

O cronograma do Mundial conta com treinos livres na sexta, assim como a tomada de tempos. O sábado é dedicado às corridas classificatórias. No domingo acontece a última delas e a grande Final.

Após a tomada de tempos, os 76 inscritos são ranqueados e divididos em cinco grupos, de A a E. O mais veloz fica no A, o segundo no B e assim sucessivamente. Então acontecem as classificatórias, sempre envolvendo competidores de apenas dois grupos. A cada prova os pilotos acumulam pontos de acordo com a classificação final. O vencedor fica com zero e a seguir os pilotos vão somando pontos conforme a ordem de chegada. Após as classificatórias – quatro na OK – é elaborado um ranking encabeçado pelo competidor com menos pontos acumulados. Ele é o pole da final, com o restante do grid formado da mesma maneira. A prova decisiva tem 19 voltas e seu vencedor será o novo campeão mundial de kart.

O canal da FIA Karting no Youtube transmite o campeonato, com a largada da grande final prevista para domingo às 9h45 (pelo horário de Brasília).

Chegou o campeonato mais importante da temporada. Tivemos grandes corridas ao longo do ano, com muito aprendizado e sempre desenvolvendo o equipamento. Agora é a hora de colocar tudo na pista e tentar trazer para o Brasil esse título”, disse Rafael Câmara.

Fonte: Luís Ferrari

  • Não há comentários cadastrados até o momento!