publicidade
10/07/2020 16:12

Quarta quebra em seis idas à pista na Áustria prejudica tomada de tempos de Igor Fraga


Foto: Dutch Photo Agency

Igor Fraga


Na soma de todos os treinos e corridas realizados desde o final de semana passado, nas seis vezes em que foi à pista até o momento na Áustria, o carro do jovem estreante brasileiro Igor Fraga quebrou em quatro. O alto índice de problemas resultou em dificuldades para o piloto da Charoux Racing System, que, apesar de apresentar bom rendimento quando o equipamento permite, vem abandonando corridas e treinos.

Foi o que aconteceu nesta sexta-feira (10), durante as tomadas de tempo para o grid da primeira prova da segunda rodada dupla que será realizada amanhã e domingo no circuito austríaco de Red Bull Ring, em Spielberg. Mais uma vez o carro do brasileiro simplesmente “apagou” no meio da sessão classificatória e lhe tirou a chance de largar entre os dez melhores para tentar os primeiros pontos na prova deste sábado. Até aquele momento Fraga era o melhor entre os três pilotos da Charouz, como foi o caso também durante a rodada dupla anterior, no mesmo circuito.

“A equipe está trabalhando para identificar o problema e a princípio o diagnóstico novamente é a bomba de combustível, que teve outra pane, como aconteceu na segunda prova do final de semana passado”, conta Igor. “É uma pena por que, quando essas coisas não acontecem, mostramos nosso potencial andando no top 10. Essa sequência de quebras frustra um pouco a equipe, mas temos ainda chance de fazer um bom trabalho no final de semana e é isso o que vamos nos esforçar para fazer”, diz o piloto, que compete com apoio do game de corridas virtuais Gran Turismo.

O problema no F3 de Fraga obrigou a direção de provas a interromper o treino, pois, sem alimentação de combustível, o motor desligou e o carro parou em local perigoso. Naquele momento Igor estava na 14ª posição e se preparava para finalizar a primeira volta com pneus novos. Segundo dados da cronometragem, considerando os três setores em que a pista é dividida, aquela volta registrava o melhor tempo no setor 1 entre todos os 30 pilotos. Já no setor 2 Igor registrou sua parcial. Mas o motor ficou sem combustível no terceiro e último setor. Com o problema o brasileiro de 21 anos vai largar na 24ª posição. A pole ficou com o dinamarquês Frederik Vesti, da Prema, com a marca de 1min20s378, média de 193,396 km/h.

A corrida deste sábado terá largada às 5h25 (de Brasília), enquanto a etapa complementar da rodada dupla, no domingo, começa às 4h45.

Fonte: Best PR

  • Não há comentários cadastrados até o momento!