publicidade
28/06/2021 07:54

Provas emocionantes e lindos duelos em Interlagos marcaram a 3ª etapa da GT Sprint Race


Foto: Luciano Santos

Em uma das disputas mais acirradas nestes dez anos de GT Sprint Race Brasil, o piloto Gerson Campos venceu a primeira corrida da 3ª etapa, realizada na manhã deste domingo (27) no Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos (SP). Depois de um duelo emocionante desde a largada com Adalberto Baptista, quando chegou a perder a liderança na penúltima volta, ele conseguiu se recuperar e garantir a vitória em cima da linha de chegada, com o tempo de 26min05s394 e uma diferente de dois milésimos. A terceira colocação ficou com Weldes Campos.

A primeira prova da GT Sprint Race foi de tirar o fôlego. A categoria, uma das mais equilibradas do país, deu mais um show de técnica de seus pilotos. Pole position, Gerson manteve a ponta após a largada, seguido por Adalberto, que mesmo saindo em sexto, conseguiu superar vários adversários ainda na primeira volta. A partir daí, os dois protagonizaram uma bela “briga” pela ponta. Faltando duas voltas, a corrida ganhou ainda mais emoção em razão de um aparente problema com o líder. Adalberto assumiu a liderança e parecia perto da vitória, quando Gerson conseguiu se recuperar e vencer com diferença bem apertada.

Gerson Campos destacou a boa prova e o confronto com a adversário. “Foi uma corrida muito boa, especialmente na primeira metade. Larguei bem e mantive a ponta sem muito problema. Consegui administrar a diferença, mas o Adalberto vinha num ritmo forte o tempo todo. Quase no final da corrida, meu carro escapou de traseira e ele acabou me passando. Estava tranquilo porque já tinha garantido o primeiro lugar na PRO. Mas todo mundo quer vencer e tive a chance de recuperar a ponta na última curva e não desperdicei”, destacou o vencedor.

O segundo colocado também ficou feliz pelo desempenho. “Foi bem legal. Até achei que tivesse ganhado. Pelo menos isso aconteceu na minha divisão e fiquei mais perto dos primeiros na briga pelo título”, disse Adalberto Baptista. O vice na PROAM foi Pedro Ferro e o terceiro colocado foi Antônio Junqueira.

Na AM, Walter Lester foi o mais rápido e atribuiu o resultado à boa preparação. 'Fiz uma boa preparação nos treinos e sempre com os melhores tempos. E foi uma disputa na corrida, com os pilotos da AM e, principalmente, com o Luís Debes. O segundo lugar ficou com Debes, enquanto o terceiro foi do estreante Emílio Padron.

SEGUNDA PROVA – Novos atores, mas o mesmo show. A segunda corrida da 3ª etapa repetiu as emoções da disputa anterior, realizada pela manhã no circuito do Autódromo José Carlos Pace. Desta vez, Júlio Campos, Gabriel Casagrande e Gerson Campos, todos da PRO, mostraram porque a categoria atrai grandes nomes e revelações do esporte e vai ganhando cada vez mais força e fãs.

Júlio Campos levou a melhor na linha de chegada, com 26min12s438, superando Casagrande – que largou em 16º – por apenas 52 milésimos. Destaques também para Rafael Dias, que largou em 20º e venceu na PROAM e ainda, garantiu o quinto lugar no geral, e Luís Debes, vencedor na AM.

O vencedor explicou as dificuldades do fim de semana, especialmente na Corrida 1. “Foi um fim de semana difícil para nós que percebemos um ajuste no sistema de freios somente na hora da corrida da manhã. Depois conseguimos trocar as pastilhas, ajustar o que precisava e o carro ficou bem rápido e conseguimos andar forte desde o começo. No início fui mais cauteloso, mas depois passei quem tinha de passar e ganhei a corrida”, afirmou o piloto curitibano.

Segundo colocado, Gabriel Casagrande, que teve o carro com as cores do filme ‘Velozes e Furiosos 9’, ressaltou o fato de ter superado muita gente no pelotão. “As disputas foram legais e é sempre bom escalar o pelotão. Somente no final que preferi tirar o pé para evitar qualquer incidente. Mas estou contente com o resultado e vamos tentar ao longo do ano buscar outros feitos positivos. Foi muito prazeroso, mas vamos tentar largaram mais na frente na próxima vez para ter menos trabalho”, declarou.

Assim, como Casagrande, Rafael Dias também largou atrás e, aos poucos, foi superando os adversários para chegar à primeira conquista na PROAM. “Desde o começo dos treinos fomos bem, pois achamos o acerto ideal do carro e aproveito para agradecer os mecânicos. Tomei preta após uma batida na primeira corrida e larguei em último, mas conseguimos recuperar volta com volta e tive calma para conseguir superar. Esta foi minha primeira vitória e espero que venham muitas mais”, declarou.

Na AM, Luís Debes foi o melhor e também garantiu seu primeiro topo de pódio na GT Sprint Race. “A etapa foi incrível, de muita evolução. Mas na segunda corrida, foi um começo complicado, pois o carro estava falhando um pouco e estávamos perdendo muito tempo. Mas os dois líderes se enroscaram e acabou sobrando uma vitória. É a primeira e foi de arrepiar”, ressaltou.

A quarta etapa acontecerá no próximo mês, mais especificamente no dia 18 de julho, em Cascavel (PR).

A GT Sprint Race é patrocinada pela Pirelli e Militec1, têm apoio da TecPads, Fremax, Tekbond e Gold Springs.

Resultado da Corrida 1 – Interlagos
1) #82 Gerson Campos, PRO, a 26min05s394, 12 voltas
2) #793 Adalberto Baptista, PROAM, a 0s002
3) #11 Weldes Campos, PRO, a 3s616
4) #19 Luciano Zangirolami/Nathan Brito, PRO, a 3s916
5) #04  Léo Torres / Júlio Campos, PRO, a 6s227
6) #25 Eduardo Trindade/Sérgio Ramalho, PRO, a 7s266
7) #01 Alex Seid/Marcelo Henriques, PRO, a 7s557
8) #21 Beto Cavaleiro / Thiago Camilo, PRO, a 16s931
9) #03 Pedro Ferro, PROAM, a 18s000
10) #161 Antônio Junqueira/Pedro Costa, PROAM, a 20s799
11) #17 Walter Lester, AM, a 22s536
12) #37 Luís Debes, AM, a 25s805
13) #33 Emílio Padron, AM, a 26s981
14) #73 Francesco Franciosi, PROAM, a 27s062
15) #31 Caê Coelho/Adriano Ramos, AM, a 28s368
16) #9 Eduardo Pavelski / Gabriel Casagrande, PRO, a 53s463
17) #90 José Vitte, AM, a 1min03s277
18) #35 Pedro Aizza, PROAM, a 1min23s773
19) #72 Giovani Girotto, AM, a 1 volta
20) #13 Rafael Dias, PROAM, DQ
Melhor volta: #19 Luciano Zangirolami, 1min50s810, 139,991km/h

Resultado da Corrida 2 – Interlagos
1) #04  Júlio Campos / Léo Torres, PRO, 26min12s438, a 13 voltas
2) #9 Gabriel Casagrande / Eduardo Pavelski, PRO, a 0s057
3) #82 Gerson Campos, PRO, a 2s578
4) #19 Nathan Brito / Luciano Zangirolami, PRO, a 3s394
5) #13 Rafael Dias, PROAM, a 4s779
6) #35 Pedro Aizza, PROAM, a 14s480
7) #73 Francesco Franciosi, PROAM, a 15s083
8) #793 Adalberto Baptista, PROAM, a 22s830
9) #161 Pedro Costa / Antonio Junqueira, PROAM, a 31s776
10) #03 Pedro Ferro, PROAM, a 31s788
11) #37 Luís Debes, AM, a 52s828
12) #17 Walter Lester, AM, a 1min02s081
13) #33 Emílio Padron, AM, a 1min16s629
14) #31 Adriano Ramos / Caê Coelho, AM, a 1min22s184
15) #01 Marcelo Henriques / Alex Seid, PRO, a 1 volta
16) #90 José Vitte, AM, a 1 volta
17) #21 Thiago Camilo / Beto Cavaleiro, PRO, a 2 voltas
18) #11 Weldes Campos, PRO, a 4 voltas
Não completaram 75% da prova:
19) #72 Giovani Girotto, AM, a 10 voltas
20) #25 Sérgio Ramalho / Eduardo Trindade, PRO, DQ

Fonte: Sig Comunicação

  • Não há comentários cadastrados até o momento!