publicidade
04/12/2018 08:47

Vinícius Tessaro ficou fora da luta pelo título do Rotax Max Finals por problemas de motor


Foto: Erno Drehmer

Vinícius Tessaro


O Circuito Paladino, em Conde (PB), foi o centro das atenções do kartismo mundial durante toda a última semana, quando 360 pilotos de 54 países disputaram o Rotax Max Finals, o Campeonato Mundial dos motores Rotax. Divididos em seis categorias, os competidores participaram de uma verdadeira maratona de treinos e corridas, encerrada no último sábado (1º), quando foram revelados os campeões após a disputa da prova final.

Vinícius Tessaro, que este ano se sagrou campeão brasileiro, sul-brasileiro e da Copa São Paulo Granja Viana na Júnior Menor e conquistou títulos também com os motores Rotax, foi o único piloto brasileiro na categoria Mini Max no Circuito Paladino.

Ele, porém, enfrentou inúmeros problemas técnicos que o impediram de repetir a bela performance do ano passado, quando foi o 7º colocado entre 36 competidores no Rotax Max Finals disputado no Kartódromo do Algarve, em Portugal. “Meu motor falhava na baixa e na alta e isso prejudicou meu rendimento nos treinos. Levamos nosso motor aos técnicos da Rotax ao final de cada treino, mas eles não conseguiram resolver o problema, que foi se repetindo nos outros dias. Por isso, não pude representar bem meu país neste evento mundial”, lamentou Tessaro.

“Tomando” um segundo do piloto mais rápido, Vinícius Tessaro foi para a tomada de tempos e se classificou entre os últimos. Largando nas últimas posições em todas as provas classificatórias e em meio a tantos pilotos de nível elevado, ele conseguiu até ganhar algumas posições, mas nada que o impedisse de terminar sempre entre os últimos.

Antes da disputa da prova Pré-final o piloto levou seu motor mais uma vez para os técnicos da Rotax, que desta vez trocaram o pistão e outras peças, o que fez com que Vinícius Tessaro melhorasse seu tempo de volta em cerca de 9 décimos de segundo. Porém, envolvido em um acidente ainda na 3ª volta, o piloto de Brasília (DF) terminou em 35º – de onde largaria na Final – e com o pé machucado.

Na Final, agora com um equipamento equivalente ao dos primeiros colocados, Vinícius Tessaro fez uma linda primeira volta, quando ganhou 12 posições. Entretanto, ele acabou prejudicado por um “enrosco” entre vários pilotos à sua frente. Sem conseguir desviar, Tessaro perdeu todas as posições conquistadas e, voltando muito atrás, terminou apenas na 24ª posição.

“Me sinto muito orgulhosa do Vinícius, por sua garra e determinação, pois ele soube lidar com maturidade com todos os problemas que enfrentou”, elogia Rita Tessaro, mãe de Vinícius. “Mesmo sem ter um equipamento à altura do ano passado, por exemplo, quando foi o 7º colocado no mesmo campeonato, ele nunca desistiu. Aprendemos muito mais uma vez, mas ficou aquele ‘gostinho de quero mais’”, finalizou.

Fonte: KG COM Assessoria de Comunicação

  • Não há comentários cadastrados até o momento!