publicidade
25/07/2017 10:41

Pedro Goulart conquistou o bicampeonato brasileiro, vaga na final da Seletiva Petrobras e prêmio na Sprint Race


Foto: Jackson de Souza

Pedro Goulart e seu pai Volmir no pódio do Campeonato Brasileiro


Exatamente um ano depois de conquistar o título de campeão brasileiro de kart na categoria Sudam, o gaúcho Pedro Goulart (ECS Racing) repetiu a dose. No último sábado (22), no Kartódromo Beto Carrero, em Penha (SC), ele sagrou-se novamente campeão brasileiro, conquistando assim o bicampeonato, agora pela categoria Graduados.

Pedro Goulart, que compete também na Fórmula 3 Academy, prêmio concedido pela CBA pelo título brasileiro do ano passado, começou sua participação de forma muito positiva e, depois de treinos bastante satisfatórios, conquistou a pole position em meio a 25 competidores do mais alto nível, já que a Graduados reúne os principais kartistas do Brasil.

Sempre acompanhado de seu preparador Laco, com quem está desde o início de sua carreira, Goulart teve dois bons resultados nas provas classificatórias, conquistando um terceiro e um 5º lugar. Na terceira, envolvido em um acidente, terminou em 20º. Na soma dos pontos atribuídos em cada corrida, o piloto de Porto Alegre (RS) ficou com o 8º lugar no grid de largada para a Final, cujo vencedor seria declarado o campeão.

Com uma atuação consistente, Goulart foi crescendo ao longo das voltas e logo já aparecia entre os cinco primeiros colocados. Mantendo-se rápido na pista, Pedro Goulart passava a ser uma das apostas para o título e logo ele assumia a terceira posição ao ultrapassar André Nicastro, que uma semana antes sagrara-se campeão na categoria Sudam.

Nas últimas curvas da última volta, quando tudo indicava que Pedro Goulart (ECS Racing) terminaria o Campeonato Brasileiro em 3º, um acidente entre Olin Galli e Marcel Coletta mudou o cenário. Ao tentar ultrapassar o líder, Coletta tocou no kart de Galli. Os dois rodaram, Coletta capotou e ambos abandonaram, para depois serem atendidos pelos médicos da prova. Os dois pilotos passam bem.

“Apesar de ter que largar em 8º, eu nunca desisti de lutar pelo título, sempre achei que eu estava competitivo e que poderia tentar”, conta Pedro Goulart. “Acabei vencendo em um momento em que tudo parecia já estar definido, mas o acidente entre os dois mudou tudo. Eu estava no lugar certo, na hora certa. Lamento que tenha acontecido aquele acidente, mas fico feliz que os dois estejam bem”, completa.

A conquista do título garantiu a Pedro Goulart sua participação pela segunda vez consecutiva em uma final da Seletiva Petrobras, que em 2017 realizará sua 19ª edição. E também o direito de disputar uma etapa da Sprint Race, categoria que faz a transição do kartismo para as principais categorias de turismo do automobilismo brasileiro. “Estou feliz pelo bicampeonato e também por ter mais uma vez conquistado uma vaga na final da Seletiva Petrobras, um evento muito importante para a continuidade de nossa carreira como pilotos. Além disso, vou poder competir em uma categoria nova para mim, a Sprint Race. Será uma experiência fantástica”, diz Goulart.

“Quero agradecer muito ao Laco, meu preparador desde meu início no kartismo, ao Dudu Dieter pelo excelente motor, e ao Aquiles, que alinhou meu kart depois do acidente na terceira bateria, e também à Kart Mini”, finaliza o bicampeão brasileiro de kart.

Fonte: KG COM Assessoria de Comunicação

  • Não há comentários cadastrados até o momento!