publicidade
14/05/2019 07:34

Felipe Drugovich tem balanço positivo após sua estreia no Campeonato de Fórmula 3 FIA em Barcelona


Foto: Dutch Photo Agency

Felipe Drugovich


Palco da 5ª etapa do Campeonato Mundial de Fórmula 1 no último final de semana, o Circuito de Barcelona-Catalunha, na Espanha, foi também o cenário para o início de mais uma temporada do brasileiro Felipe Drugovich no automobilismo internacional. Fazendo sua estreia no Campeonato de Fórmula 3 FIA, o piloto de Maringá (PR) somou grande aprendizado e foi um dos destaques do sábado (11), quando foi disputada a primeira das duas provas programadas.

Piloto da equipe inglesa Carlin Buzz Racing, Felipe Drugovich teve que “abortar” sua volta rápida na sessão classificatória, realizada na sexta-feira (10). E, em função disso, acabou ficando em uma posição abaixo de suas expectativas no grid de largada da primeira corrida, marcada para o sábado (11). “Tentei outra volta rápida, mas aí os pneus já não ofereciam o ‘grip’ adequado e fiquei com o 20º lugar na tomada de tempos”, lembra Drugovich, 18 anos, atual campeão do Euroformula 3 Open, com 14 vitórias em 16 corridas.

Em busca de recuperação, Felipe Drugovich fez uma bela primeira corrida em Montmeló no sábado e, depois de nove ultrapassagens, recebia a bandeirada em 11º lugar. “Consegui um ritmo razoavelmente bom, mesmo tendo muita turbulência à frente. Foi difícil disputar sem ter um ‘ar limpo’, mas mesmo assim fiquei satisfeito com meu rendimento”, conta Felipe Drugovich.

Na segunda corrida, disputada na manhã do último domingo (12), antes da largada do GP da Espanha de Fórmula 1, Drugovich e a Carlin Buzz Racing buscaram alternativas para deixar o carro ainda mais rápido, que acabaram não surtindo o efeito desejado. “Desta vez o ritmo não foi tão bom e consegui passar apenas um concorrente”, lamenta Felipe Drugovich, que terminou em 10º.

Em seu balanço final sobre sua etapa de estreia no Campeonato de Fórmula 3 FIA, Felipe Drugovich considerou muito boa sua participação na Espanha. “Aprendi bastante sobre como funcionam o carro e os pneus em ritmo de corrida. Foi bom para ver como os pneus se comportam em situações de disputa, pois havíamos feito apenas simulações nos testes coletivos, nunca sendo atacado ou atacando”, resume Drugovich. “E consegui ser muito rápido na primeira bateria, quando pude recuperar várias posições. Estou animado para a próxima etapa, na França”, finaliza o piloto, que terminou à frente de seus dois companheiros de equipe, Teppei Natori e Logan Sargeant, nas duas provas.

A segunda etapa do Campeonato de Fórmula 3 FIA será entre os dias 21 e 23 de junho, em Paul Ricard, na França.

Fonte: KG COM Assessoria de Comunicação

  • Não há comentários cadastrados até o momento!