publicidade
31/08/2018 16:43

CBA e Federação Paranaense vistoriaram as obras do mais novo kartódromo brasileiro


Foto: Divulgação

A CBA e a Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) vistoriaram na última quarta-feira (29) as obras do Kartódromo de Araucária, na região Metropolitana de Curitiba. A previsão de conclusão das obras é para outubro de 2019.

A vistoria foi feita por Pedro Sereno, presidente da Comissão Nacional de Kart, órgão da CBA; e por Rubens Gatti, presidente da FPrA. Também acompanharam os trabalhos Fernando Túlio, da Araucária Motors Sports; e Alexandre Lagana, da Comissão Paranaense de Kart, órgão ligado à FPrA.

Os dirigentes puderam verificar que o cronograma de obras está bem adiantado. O complexo terá pista com 1.200 metros, com oito de largura, e 12 opções de traçados; 200 boxes e parque fechado com 1.000 metros quadrados.

A primeira fase da obra ficará pronta em novembro, com a pista principal, 100 boxes, pista de kart indoor, parque fechado e iluminação para competições à noite. A segunda fase, com previsão para entrega em fevereiro de 2019, compreenderá praça de alimentação com lanchonetes e restaurantes; mais 100 boxes; torre de cronometragem; sala de imprensa; lojas e centro de treinamento.

A terceira fase tem previsão de entrega para junho de 2019, com pista de aeromodelismo e pista infanto-juvenil. A quarta e última fase tem previsão de conclusão para outubro de 2019, com pista de automodelismo, pista indoor para 6 HPs e restaurante na área do parque fechado.

Rubens Gatti, presidente da FPrA, destaca que o Kartódromo de Araucária ficará em uma região muito bonita, o projeto é muito interessante e se enquadrará como um dos melhores kartódromos do Brasil. “É um projeto arrojado que irá fazer com que o kartismo do Brasil e do Brasil cresça muito nos próximos anos”, declara Rubens Gatti.

Por sua vez, Pedro Sereno frisa que o projeto é muito interessante, tem uma inovação a nível de Brasil, que é uma trincheira com uma passagem por baixo e inova ainda mais com duas passagens por cima, sob o viaduto. A pista é seletiva, o projeto de parque fechado também é inovador, com a parte de boxes feita em paddocks, com ruas, como é hoje na Europa.

“Gostei muito, vamos precisar dar alguma ajustada em áreas de escapes e colocar o viaduto dentro das normas de segurança que a Federação Internacional de Automobilismo exige. Não é nada complicado. Será um kartódromo revolucionário, próximo a Curitiba, que irá agradar muito aos kartistas de todo o Brasil”, diz Pedro Sereno.

Também na quarta-feira, a FPrA vistoriou a obras de recape asfáltico e alargamento do kartódromo de Rio Negro, a 114 quilômetros de Curitiba. Participaram da vistoria, Rubens Gatti, Alexandre Lagana e Carlos Reynaud, assessor jurídico do Kart Clube de Rio Negro.

Rubens Gatti informa que toda a pista está sendo recapeada e alargada para oito metros e deverá se tornar a pista mais rápida do Paraná. “Será mais uma opção de kartódromo no Paraná”, acentua Gatti. 

Fonte: Luiz Aparecido

  • Não há comentários cadastrados até o momento!