publicidade
02/11/2020 14:25

Open do Mundial em Portugal teve dez representantes do kartismo brasileiro. Rafael Câmara foi 3º e obteve o melhor resultado


Foto: Sportinphoto

Rafael Câmara


Preparando-se para a disputa do Campeonato Mundial na próxima semana, no Kartódromo do Algarve, em Portugal, pilotos e equipes de todo o planeta disputaram no último final de semana a 2ª e última etapa do Champions of the Future, que serviu também como Open do Mundial.

E os 10 representantes do kartismo brasileiro, entre eles os belgas Ethan Nobels e Aurelia Nobels, estiveram presentes em Portimão, totalmente focados no principal evento do kartismo mundial, que começa na próxima quinta-feira (5) na mesma pista.

Totalmente adaptado às dificuldades do kartismo na Europa e mostrando todo seu talento, o atual vice-campeão mundial da OK Junior, Rafael Câmara, foi o principal destaque entre os brasileiros. Em seu primeiro ano na principal categoria do kartismo mundial, o pernambucano teve belas atuações nas “heats”, finalizando-as em terceiro na classificação geral. Rafinha foi terceiro na Pré-final e também na Final, garantindo o pódio e terminando, por exemplo, à frente do bicampeão mundial Lorenzo Travisanuto, o 8º. Rafael Câmara, que disputou as duas etapas do campeonato, foi o terceiro colocado na classificação final.

Experientes no kartismo europeu, Olin Galli e Matheus Morgatto passaram às finais em meio a 75 pilotos na OK. Galli passou direto após classificar-se em 18º nas “heats”, mas Morgatto precisou disputar a repescagem – ou “second chance” –, quando terminou em 3º. O piloto carioca, um dos maiores vencedores da história do kartismo brasileiro, foi 28º na Pré-final e terminou a Final em 21º. Morgatto, por sua vez, recebeu a bandeirada em 29º na Pré-Final e 24º na Final.

Bruno Bertoncello, que fazia sua estreia no kartismo europeu e enfrentou todas as dificuldades que um brasileiro tem pela frente nestas condições, foi o 65º colocado após a disputa das “heats” – as provas classificatórias – e, na prova de repescagem, terminou em 33º, não conseguindo ir às finais. Ricardinho Gracia, por sua vez, foi 67º nas “heats” e também não foi às finais, terminando a “Consolation Race” em 2º.

A OK Junior, que reuniu 89 competidores, igualmente teve cinco representantes do kartismo brasileiro. Emmo Fittipaldi, filho do bicampeão mundial da Fórmula 1, Emerson Fittipaldi, foi quem teve os melhores resultados. Depois de se classificar em 10º ao fim das “heats”, ele foi o 10º na Pré-final e 12º na Final.

Matheus Ferreira, que precisou disputar a repescagem para ir às provas decisivas, foi o 27º na Pré-final e terminou a Final em 15º, conquistando 17 posições entre as duas provas.

Estreantes no kartismo europeu apesar de terem nascido na Bélgica, os irmãos Ethan e Aurelia Nobels não conseguiram chegar às Finais. Ethan, com 11 anos – o piloto mais novo no evento –, foi o 88º nas “heats” e 17º na Consolation Race. Sua irmã Aurelia, por sua vez, foi 81º e 15º, respectivamente.

Por fim, Gabriel Gomez passou pelas mesmas dificuldades de Bertoncello e dos irmãos Nobels. O catarinense foi o 52º colocado após a disputa das heats e não conseguiu vaga nas finais, já que terminou em 34º na “Second Chance”.

Fonte: Portal Kart Motor | Erno Drehmer

  • Não há comentários cadastrados até o momento!