publicidade
29/04/2014 09:21

Quebra do motor tirou Sérgio Sette Câmara da Final do WSK Super Master Series


Foto: Fórmula K

Sérgio Sette Câmara


Neste fim de semana, entre os dias 25 e 27 de abril, o LaConca International Circuit, em Muro Leccese, na Itália, recebeu o circo do WSK para a última e decisiva etapa do Super Master Series. Representante único do Brasil na categoria KF, o piloto mineiro Sérgio Sette Câmara (Banco Mercantil do Brasil | CEMIG | TAESA | MBR | Tear Têxtil | Lalubema | Patrus Transportes | Milplan) fez a sua estreia na equipe Morsicani Racing.

Sem nunca ter tido contato com chassis Tony Kart e motores Vortex, o piloto passou durante todos os treinos livres por seu primeiro período de adaptação ao equipamento. Com um estilo de pilotagem diferente, o brasileiro destacou que o kart é muito mais fácil de pilotar, permite uma "guiada" menos agressiva. A maior dificuldade, porém, ficou por conta da carburação. O modelo de carburador utilizado pela Morsicani é muito mais sensível do que usava a antiga equipe e, com isso, Serginho precisou se encontrar diante desta nova realidade.

A tomada de tempos foi realizada na tarde de sexta-feira, mas, infelizmente um problema no conjunto motor/carburador o impediu de completar a sua volta ideal. Com a marca de 47s305 Sette Câmara conseguiu apenas a 48ª posição geral. Após três corridas de muita garra, grandes ultrapassagens e determinação, o piloto da Morsicani ia muito bem e já figurava entre os 20 melhores colocados, mas um problema na última classificatória o impediu de terminar a prova, fazendo com que ficasse com 66 pontos e a 43ª posição.

O domingo foi dedicado somente às corridas Pré-Final e Final. Sette Câmara, cada vez mais adaptado ao kart, fez uma prova excepcional na Pré e, ao ganhar oito posições, conseguiu se classificar para a final com o 32º lugar do grid. Muito concentrado, Serginho seguiu para a última corrida do evento. Após uma boa largada ele já ganhava várias posições. Na primeira volta cruzou em 22º e, duas voltas depois, já era o 18º quando, de repente, o motor do seu kart apagou, em plena reta. Envolto em uma acirrada briga, ele acabou sendo tocado pelo kart de um concorrente e terminou a corrida na área de escape, com apenas quatro voltas.

"Apesar do resultado não ter sido bom, eu fiquei muito satisfeito com o trabalho da Morsicani. Desenvolvemos bastante o acerto do kart e, a cada treino, a atenção em saber cada detalhe do conjunto era muito grande. Vamos treinar nos próximos dias e tenho certeza que já na primeira etapa do Europeu, daqui duas semanas, estaremos na briga direta pelo Top10", comentou o piloto de 15 anos.

Fonte: Quick Comunicação e Marketing

  • Não há comentários cadastrados até o momento!