publicidade
13/03/2019 08:40

Final de semana longe do ideal deixou Gabriel Bortoleto em 14º no WSK Super Master Series


Foto: Sport in Photo

Gabriel Bortoleto


A cidade de Muro Leccese, no extremo sul da Itália, recebeu no último fim de semana, entre os dias 7 e 10 de março, as provas da terceira etapa do WSK Super Master Series. Mais de 200 pilotos das cinco regiões do planeta estiveram no evento que, na categoria OK, a principal da competição, teve 45 participantes.

Representando o Brasil e a equipe oficial da fábrica de karts CRG, o jovem Gabriel Bortoleto (Americanet | CRG), de 14 anos, foi novamente para a pista em busca dos melhores lugares e, acima de tudo, ampliar sua adaptação à categoria em que fez a sua estreia no fim de 2018.

Com muita tranquilidade e, sobretudo, ouvindo as orientações dos engenheiros e mecânicos de sua equipe, ele foi pouco a pouco se adaptando à pista. “A pista aqui de La Conca é extremamente emborrachada. A forma de pilotar muda muito e, com isso, parece que estamos em outra categoria. Além disso, diferente de Lonato, onde a gente anda quase toda semana, aqui por ser mais afastado a gente vem uma vez ou outra”, comentou o garoto de 14 anos.

Passada a fase de seis treinos, Bortoleto seguiu para a tomada de tempos. Sem conseguir encaixar uma volta em condições ideais, ele estabeleceu o seu melhor tempo em 46s210, que lhe rendeu apenas a 25ª posição no geral.

Direcionado ao grupo A, o piloto do kart #245 foi obrigado a largar sempre na sétima fila nas provas classificatórias. Mostrando como sempre grande garra e arrojo nas ultrapassagens, Gabriel conseguiu se recuperar muito bem nessas provas. Na disputa entre os grupos AxB ele ficou em sexto, no AxC ele foi o nono e, no AxD, chegou novamente ne nona posição. Com 25 pontos perdidos, ele se classificou na 11ª posição para a Pré-Final A.

O domingo, dia 10 de março, foi exclusivamente destinado às provas decisivas. Na Pré-Final, em mais uma boa apresentação, Bortoleto terminou a corrida no sexto lugar. Na última e decisiva prova, porém, uma mudança no ajuste do kart fez com que o piloto não conseguisse imprimir a mesma velocidade da bateria anterior e, com isso, encerrou as 20 voltas da prova apenas na 14ª posição.

“Esse fim de semana não foi da forma que imaginamos. Não tivemos um acerto perfeito e isso refletiu diretamente no resultado. Nas classificatórias eu ainda consegui me recuperar bem, mas na Final seguimos para um acerto tudo ou nada e, infelizmente, deu errado. Fica o aprendizado e vamos de cabeça erguida para a última etapa”, comentou o representante da Americanet.

O WSK Super Master Series segue seu calendário daqui duas semanas. Entre os dias 21 e 24 de março as equipes estarão em Sarno, no Circuito Internacionale di Napoli, quando será disputada a quarta e última etapa do campeonato.

Fonte: Quick Comunicação e Marketing

  • Não há comentários cadastrados até o momento!