publicidade
09/09/2019 12:09

Felipe Drugovich marca participação na 7ª etapa da Fórmula 3 FIA com mais de 20 ultrapassagens em Monza


Foto: Dutch Photo Agency

Felipe Drugovich


No último final de semana o Campeonato Mundial de Fórmula 3 FIA chegou à sua 7ª e penúltima etapa da temporada realizando mais uma rodada dupla, desta vez no lendário Autódromo Nacional de Monza, palco de grandes momentos da história do automobilismo mundial e que recebeu também, como evento principal, a 14ª etapa da Fórmula 1.

Campeão do Euroformula 3 Open do ano passado, com 14 vitórias em 16 corridas, o brasileiro Felipe Drugovich mais uma vez esteve presente, representando a equipe inglesa Carlin Buzz Racing em um grid composto por 30 pilotos do mundo todo. “Os treinos foram muito bons e, tendo em vista que a classificação foi abaixo do esperado, posso dizer que tivemos um final de semana com um bom saldo”, resume Felipe Drugovich.

Os treinos em Monza podem ser divididos em dois momentos bem definidos, já que metade foi realizada no seco e metade com pista molhada. “Trabalhamos bem, o carro estava bom e terminamos em 9º, logicamente com o tempo que obtivemos no seco”, conta o paranaense de Maringá, de apenas 19 anos.

A sessão classificatória, assim como na Fórmula 1, foi bastante confusa e encerrada cerca de quatro minutos antes do tempo previsto. Em sua primeira saída para a pista, Drugovich não conseguiu uma volta limpa e, com tráfego, perdeu cerca de 7 décimos em relação ao tempo ideal. Na segunda saída, com um novo jogo de pneus, o tráfego ainda maior acabou determinando o encerramento prematuro da tomada de tempos.

“Eu saí na frente em nosso grupo e, como em Monza o vácuo é fundamental, tive que esperar pelos outros pilotos. Só que todos decidiram fazer a mesma coisa e isso gerou um ‘engarrafamento’, o que fez com que a Direção de Prova encerrasse a tomada com bandeira vermelha e aplicasse punições por conduta inapropriada”, lembra Drugovich, que assim classificava-se em 29º para o grid de largada da primeira prova da rodada.

O piloto brasileiro fez uma bela prova de recuperação em Monza e, extremamente rápido, superou 18 concorrentes para receber a bandeirada em 11º na primeira corrida. Porém, por não ter respeitado o Safety Car virtual, Drugovich acabaria punido, terminando então em 16º. Na segunda prova, agora partindo da 16ª posição, Felipe Drugovich chegou a estar em 9º, mas perdeu desempenho e recebeu a bandeirada em 12º.

“Tínhamos um setup muito bom para a pista molhada, mas a pista começou a secar e meu rendimento diminuiu, o que me fez perder algumas posições no final da prova”, explica Felipe Drugovich. “Então, no resumo de tudo, especialmente após uma tomada de tempos insatisfatória, acho que as provas foram boas, fiz mais de 20 ultrapassagens e posso dizer que tivemos um final de semana razoavelmente bom”, finaliza.

A temporada do Campeonato Mundial de Fórmula 3 será encerrada com a disputa da 8ª etapa no final do mês setembro, no Sochi Autodrom, na Rússia, entre os dias 27 e 29 de setembro, novamente como preliminar da Fórmula 1.

Felipe Drugovich compete com apoio de Drugovich Auto Peças, que atua no ramo de peças para caminhões e ônibus.

Fonte: KG COM Assessoria de Comunicação

  • Não há comentários cadastrados até o momento!