publicidade
09/07/2020 13:57

FASP mantém negociação para reiniciar atividades e Light tem 3ª etapa transferida para Aldeia da Serra


Foto: Jackson de Souza

A evolução irregular da pandemia do Covid-19 segue impactando a sociedade como um todo e criando novos desafios para a superação de suas consequências. Desde o mês de março, quando as atividades do esporte a motor foram afetadas diretamente no trabalho de mitigar a disseminação do coronavírus, a FASP trabalha em busca de soluções para amenizar os prejuízos que o isolamento coercitivo traz para os profissionais do esporte.

Dentro desse panorama, a adequação de calendários em função de garantir a segurança de todos os envolvidos é uma das atividades mais importantes, senão a mais importante. E, diante do quadro que assola as regiões de Itu e Paulínia, os promotores da Copa São Paulo Light optaram por transferir o local da 3ª etapa do torneio para o Kartódromo Aldeia da Serra.

A busca para conquistar condições ideais, seguras e legais para retomar as atividades de pista envolvem negociações com diversos setores da administração pública do estado e do município de São Paulo. Ao contrário do que se pode imaginar, essas tratativas não são direcionadas diretamente às secretarias de esporte: elas devem passar pelo responsável da Casa Civil, que controla o relacionamento entre o poder público e, no caso, as entidades representativas interessadas em solucionar problemas e interferências que afetem o setor correspondente.

José Aloizio Cardozo Bastos, presidente da FASP, destaca que esse trabalho demanda envolvimento permanente com as condições de saúde em todo o estado de São Paulo. “Um exemplo disso é o calendário da Copa São Paulo Light. Entre as opções para contornar a impossibilidade de utilizar o Kartódromo de Interlagos, acompanhamos o desenrolar dos acontecimentos nas pistas de Aldeia da Serra, Itu e Paulínia. Como as duas últimas estão em cidades onde o protocolo de saúde local impede a realização de eventos, optamos por confirmar a data da terceira etapa desse campeonato para a pista de Barueri, traçado dos mais apreciados pelos kartistas”, disse o presidente.

O presidente da FASP lembrou que Itu e Paulínia são locais que poderão ser integrados ao calendário paulista de kart assim que a situação local permitir e destacou a colaboração de Rodrigo Goulart nas tratativas para reabrir Interlagos para treinos e, em seguida, competições.

Segundo o vereador, que representa a região do autódromo na Câmara Municipal, essa possibilidade é algo bem próximo de se tornar realidade. “Acredito que em muito breve as autoridades paulistas e paulistanas deverão autorizar que o automobilismo e o motociclismo possam retornar à atividade, ainda que dentro de uma agenda limitada às novas condições que toda a sociedade está se habituando a viver. Esse caminho passa por um sistema de autotutelação a ser praticado pelas entidades representativas, como a FASP, e os promotores de eventos”, declarou.

Fonte: BeePress

  • Não há comentários cadastrados até o momento!