publicidade
02/10/2020 08:02

Copa São Paulo Light terá novo protocolo de saúde a partir da próxima rodada


Foto: Divulgação

A evolução positiva no combate à pandemia do Covid-19 e dados divulgados pelo Governo do Estado de São Paulo permitiram a reavaliação dos procedimentos sanitários para as próximas etapas da Copa São Paulo Light. Um dos torneios regionais mais representativos da modalidade em todo o país tem a sétima etapa do calendário 2020 confirmada para o dia 10 de outubro no Kartódromo de Interlagos, prova em que não haverá teste PCR.

Cláudio Wilson Vieira, presidente do Interlagos Motor Clube (IMC) e um dos criadores do certame, explica as razões para essa mudança. “Continuamos seguindo os protocolos estabelecidos pelas autoridades. Os últimos dados divulgados pelo Governo de São Paulo permitem a mudança hoje anunciada e que estão alinhadas com as diretrizes anunciadas pelo Governador João Doria, como o distanciamento social, e controlando a limitação do número de pessoas por kart presentes no paddock”, disse.

O argumento do presidente do IMC é baseado nas estatísticas oficiais divulgadas na segunda-feira (28), quando o Estado de São Paulo completou 10 semanas consecutivas com diminuição de internações provocadas pelo Covid-19.

De acordo com o Governador João Doria, os números são positivos, mas ainda demandam cuidados específicos. “São bons indicadores, que nos fortalecem no combate ao Covid-19, mas como sempre, sem baixar a guarda. Precisamos manter os cuidados fundamentais e a orientação à população em São Paulo para o uso obrigatório de máscaras sempre que se deslocarem, em qualquer circunstância, o distanciamento social, lavar as mãos e usar álcool em gel”, completou o Governador.

De acordo com o site do Governo de São Paulo, houve queda de 11% entre os dias 20 e 26 de setembro em relação à semana anterior, de 13 a 19 de setembro, de 1.266 para 1.125 na média estadual de hospitalizações. Na capital, a diminuição de internações neste período foi de 14% (450 para 387). Na Região Metropolitana de São Paulo foi de 11% (196 para 174) e no interior, com a Baixada Santista, a diminuição foi de 9% (621 para 565).

Fonte: FASP

  • Não há comentários cadastrados até o momento!