publicidade
27/08/2020 16:23

Copa São Paulo Light realizou quarta e quinta etapa em dia típico de Interlagos


Foto: Bruno Gorski

No último sábado (22) o Kartódromo Ayrton Senna, em Interlagos, recebeu as atividades da quarta e quinta rodada da Copa São Paulo Light. As provas, que contaram com a participação de 160 pilotos, mostraram sobretudo a grande força do campeonato neste delicado período de restrições sanitárias e “novo normal”.

Prevista para ser realizada em sistema de rodada tripla, duas baterias eram válidas pela quarta etapa, enquanto a terceira bateria valia pontos para a quinta etapa. Como sempre acontece, o cronograma dividiu o dia entre as categorias da parte da manhã – Mirim, Cadete, Júnior Menor, Júnior e F4 Júnior. No período vespertino estavam previstas para concluir a programação as categorias Sprinter, Graduado, Sênior, Super Sênior, F4 e F4 Sênior.

Acontece, porém, que a região de Interlagos resolveu mostrar aos pilotos e equipes do Light a sua mais pura essência. No decorrer das horas do dia as condições climáticas variaram demais e constantemente se alternaram entre períodos de pista seca e molhada. Essa indefinição acabou por atrasar consideravelmente as atividades e, com isso, tornou-se impossível realizar todas as corridas previstas. Deste modo, as categorias do período da tarde, disputaram apenas as duas corridas da quarta etapa ficando as disputas da quinta etapa para serem realizadas junto à programação da próxima rodada, prevista para o dia 12 de setembro, também em Interlagos.

Se pelo lado da conclusão das atividades o clima acabou atrapalhando, pela ótica da competitividade agregou em muito ao espetáculo que contou com transmissão ao vivo pelo site da Federação Paulista de Automobilismo e pelo YouTube. “Estamos buscando nos adaptar à nova realidade das competições completamente sem público. Assim, buscamos uma forma de levar as imagens das corridas aos fãs do esporte que puderam acompanhar de suas casas tudo o que rolou no kartódromo durante as provas”, comentou Rafael Cançado, diretor da RBC Motorsport.

Do ponto de vista técnico a Copa São Paulo Light tem mostrado ao público um vertiginoso crescimento das categorias com motores quatro tempos. Dentre as categorias que utilizam os motores GX-160 (Mirim e Cadete) e as que competem com os GX-390 (F4), ao todo foram 67 pilotos com este tipo de motorização. Levando-se em conta o total geral de participantes da prova, este número representou 42% do total.

Seguindo uma trajetória de crescimento desde o ano passado, as categorias Júnior Menor e Júnior também aparecem com números bastante animadores nesta temporada do Light. Dentre estas classes, abertas a pilotos com idades entre 11 e 14 anos, 45 pilotos estiveram na pista paulistana, protagonizando corridas realmente diferenciadas.

Por fim, merece destaque também a grande adesão das categorias para pilotos acima de 25 anos. A Super Sênior reuniu 15 pilotos e a Sênior A e B, correndo juntas, tiveram 11 competidores na pista.

Fonte: Quick Comunicação e Marketing

  • Não há comentários cadastrados até o momento!