publicidade
11/08/2021 14:53

Da vaquinha ao título de campeão da Júnior Menor na Copa Brasil; conheça a história de Enzo Ranieri


Foto: Gilmar Rose

Enzo Ranieri no lugar mais alto do pódio da Júnior Menor da 22ª Copa Brasil


Parece fácil entrar no mundo do kartismo e buscar títulos quando se tem o número de 275 inscritos em uma Copa Brasil, o segundo maior campeonato da modalidade do nosso país. Porém, essa facilidade não fez parte da história de Enzo Ranieri, que só conseguiu estar presente no grid da Júnior Menor da 22ª edição da competição com a ajuda de amigos e familiares.

A história de Enzo no kartismo brasileiro começou cedo. O piloto paranaense conheceu a velocidade quando tinha apenas oito anos da idade através de uma escolinha do kartódromo da sua cidade natal, Londrina. E foram necessárias apenas três aulas para que o pequeno garoto se apaixonasse pelo esporte. No entanto, os pais tiveram que fazer um esforço para que fosse pelo menos possível competir em campeonatos regionais, já que a falta de recursos financeiros era uma realidade.

Desta maneira, dois anos depois de ter sentado pela primeira vez em um kart, Enzo já era bicampeão Paranaense Light pela categoria Cadete. Sempre com a ajuda do tio, Wellington Prado, e do primo Nicolas, que eram os preparadores, o jovem piloto também se aventurou em um campeonato maior, a Copa SPR Light, ficando entre os dez primeiros colocados. Depois, ainda em 2019, fez sua estreia em campeonatos nacionais, disputando a Copa Brasil no Beto Carrero. Os resultados não foram os melhores, mas não fizeram ele desistir do sonho de ser um grande campeão.

E essa oportunidade apareceu com o anúncio de que a 22ª edição da Copa Brasil seria justamente em Londrina, na sua “casa”, onde tudo começou e onde ele treinava todo sábado. Contudo, a família não tinha condições de bancar uma competição desse nível, ainda mais em meio a pandemia. Mesmo assim, a única coisa que Enzo não fez foi pensar negativo, como contou sua mãe, Sandra Ranieri, ao Portal Kart Motor.

“Falamos para ele que a Copa Brasil seria um campeonato muito caro, e ele disse para mim: ‘mãe, você me ensina a nunca desistir dos meus sonhos e agora tá pedindo para eu desistir’. O que eu ia fazer diante disso né? Então ele falou: ‘o que a gente pode fazer para eu conseguir participar? Vamos fazer um vídeo?’. E só respondi: ‘filho, o não você já tem, vamos fazer um vídeo”, conta Sandra.

Assim, com a ajuda de uma prima, Enzo publicou o vídeo do pedido de colaboração em suas redes sociais com o link de uma vaquinha online. E foi assim que a solidariedade começou a aparecer. “As pessoas que foram fundamentais para que tudo acontecesse foram o Alfredo Ibiapina, João Pocay, Pedro Piquet, Paulo Moleiro e Wagner Ebrahim. Depois foram muitos amigos que ajudaram compartilhando e doando, mas não vou citar nomes para não esquecer de ninguém”, disse a mãe. Porém, mesmo com tanto apoio recebido, ainda faltava o mais importante: o equipamento e a equipe.

“Foi aí que meu marido, o Robson, entrou em contato com o Danillo Ramalho, da D2 Motorsport. Meu marido falou com ele e com várias outras equipes, mas nenhuma outra respondeu. O Danilo e a Juliana viram a história dele pelo Instagram e ‘compraram’ esse sonho. Meu marido ainda vendeu um carro nesse meio tempo e a gente conseguiu pagar o valor acessível que a equipe proporcionou. A Kart Mini também foi essencial nesse processo, dando todo o suporte”, conta a mãe do piloto.

E foi assim, com toda essa rede de apoio, que Enzo Ranieri conseguiu fazer história na Júnior Menor na 22ª Copa Brasil de Kart, realizada em julho deste ano no Kartódromo Luigi Borghesi. O piloto paranaense começou garantindo a quinta posição na tomada de tempos e ainda terminou as duas corridas na segunda colocação. Porém, para deixar a busca pelo título ainda mais emocionante, ele acabou sendo punido na segunda prova, finalizando em sexto. Na final, com a soma dos resultados, o jovem de apenas 12 anos largou da segunda posição, e com uma falha no motor do líder Gabriel Koenigkan, conseguiu subir no tão esperado lugar mais alto do pódio.

“A vitória para mim foi muito importante. Eu só tenho que agradecer a todos que me ajudaram, principalmente a equipe D2 Motorsport. Esse troféu que eu ganhei é de todos que me ajudaram, cada um que doou. Eu só tenho que agradecer a todo mundo”, celebra o campeão Enzo Ranieri.

“Foi bem suado mesmo para a gente, e uma alegria muito grande ao mesmo tempo. Agradeço a todos por tudo que estão fazendo. Muito obrigada. Não sei o que Deus vai preparar para ele agora, mas já valeu a pena tudo. Eu agradeço muito”, finaliza a mãe.

A realização do sonho de Enzo Ranieri, que só foi concretizada pela ajuda de tantas pessoas, só mostra que apesar do nosso esporte ser muito competitivo, ele também é muito solidário e empático. O desejo que fica é de poder contar mais histórias com finais felizes como esse aqui no Portal Kart Motor.

Fonte: Vitória Drehmer | Portal Kart Motor

  • 14/08/2021 09:08 Cesar ferro

    Conheço enzo e sua familia,ele é um talento nato,neste imenso brasil tem que aparecer uma empresa,pra dar suporte e levar o enzo a mais titulos, tudo é uma conquista junto a empresa vai associar a sua marca numa pessoa ,guerreira,predestinada,corajosa e acreditem,gostaria eu de poder ter condições ,levaria este garoto até o nivel mais alto do automobilismo.