publicidade
26/10/2020 12:53

Campeonato Gaúcho Profissional e Indoor teve 124 inscrições e diversos destaques individuais no Kartódromo Velopark


Foto: Kitty Ventre

Marcello Ventre, Francesco Ventre e Dudu Dieter


Primeira competição oficial no kartismo do Rio Grande do Sul no período de pandemia de Covid-19, o Campeonato Gaúcho foi realizado no último final de semana no Velopark, com 70 inscrições no profissional e 54 inscrições no segmento Indoor.

O Gaúcho teve vários destaques individuais, como títulos invictos, retorno vitorioso às pistas, conquista tripla em família, participação de vários pilotos de outros Estados e um decacampeonato, por exemplo. Com um formato que previa a disputa de três baterias, sendo a última com pontuação 50% maior e o descarte de um resultado, a disputa só se definia na última corrida.

Correndo juntas, Mirim e Cadete reuniram 14 pilotos. Nicolas Guth, com duas vitórias e um terceiro lugar, foi o campeão na Mirim, seguido de Rafael Giordani e Benjamin Gasparini. Na Cadete, o título ficou com Leonardo Mosmann, segundo na primeira bateria e vencedor da última. O catarinense Igor Vacari foi o vice e Guki Toniolo, vencedor das duas primeiras baterias, o terceiro.

Arthur Gama, que voltava às competições de kart, venceu as três baterias da Júnior, não dando chance aos concorrentes e conquistando o título em sua categoria de forma invicta. O catarinense Gabriel Moura foi o vice, com Felipe Krey em terceiro.

Um fato provavelmente inédito marcou a participação das categorias Graduados, Sênior e Super Sênior, que correram agrupadas. Reunindo 18 pilotos, as três categorias tiveram como seus campeões pilotos de uma mesma família. Francesco Ventre, com dois segundos e a vitória na última prova, foi o campeão da Graduados, enquanto seu irmão Marcello Ventre – que não competia desde 2010 – venceu as duas últimas corridas e garantiu o título da Super Sênior aos 49 anos. Por fim, Dudu Dieter, primo de Marcello e Francesco, foi o campeão da Sênior, com duas vitórias e um segundo lugar.

Na Graduados, o vice ficou com Bayard Santos, vencedor das duas primeiras provas, enquanto o paulista Alain Sisdeli foi o terceiro colocado. Os também paulistas João Cunha e Rodrigo Soares terminaram empatados em pontos na Sênior, ficando o vice com Cunha e o terceiro com Soares depois de aplicados os critérios de desempate. Também voltando ao kartismo depois de longo afastamento, Jairo Zílio foi o vice-campeão na Super Sênior, seguido por Toni Brasil, o terceiro.

Nas categorias F4, outro feito de grande destaque. Competindo em duas categorias, Pedro Trevisol venceu as seis baterias que disputou e conquistou dois títulos de forma invicta, na F4 Light Graduados – com motor sorteado – e na Super F4, com motor próprio. Mas, mais do que isso, Trevisol chegou a seu décimo título de campeão gaúcho, aí somadas as conquistas nas categorias F4 e na Cadete. O paranaense Pedro Ebrahim foi o vice na F4 Light, seguido por Bernardo Wiebbeling. E na Super F4, o vice ficou com Bayard Santos e o terceiro lugar com Pablo Morales.

Também de forma invicta após conquistar a vitória nas três baterias, Luciano Tavares comemorou o título na F4 Light Sênior, chegando ao tetracampeonato gaúcho. Alberto Rosa, segundo nas três baterias, foi o vice, com Leonardo Canabarro em terceiro.

Fechando as categorias F4, Lucas Cardoso foi campeão na F4 APA Graduados depois de conquistar dois segundos e a vitória na última corrida. Alberto Brod foi o vice-campeão, seguido por Dinarte Oliveira Júnior, o terceiro. Gustavo Manke somou mais pontos na F4 APA Sênior e levou o título em sua categoria, seguido por Eduardo Spies e Vitor Schunck.

Paralelamente às disputas do Gaúcho Profissional, foi realizado o Gaúcho de Indoor, com um sistema de pontuação diferente. Os pilotos disputaram quatro baterias, todas válidas, e aquele que somasse o menor número de pontos perdidos levaria o título na Graduados, Sênior e Master.

Assim, com regularidade e 15 pontos perdidos na Graduados, Leandro Andrade levou o título em sua categoria. Luiz Sena Júnior, apenas dois pontos atrás, foi o vice, seguido de Vinícius Bargmann, também com dois pontos perdidos a mais.

Na Master, o próprio Luiz Sena Júnior foi o campeão após somar 13 pontos perdidos e duas vitórias. O vice foi seu irmão, Luiz Fernando de Vargas, 5 pontos atrás, ficando o terceiro lugar com João Vitor Perin.

Por fim, Saul Leite Júnior foi o piloto mais efetivo nas categorias Indoor. Com duas vitórias e dois segundos, ele perdeu apenas quatro pontos e levou o título, superando Jorge Sander em 10 pontos. Diogo Dal Prá foi o terceiro.

Confira a pontuação final do Campeonato Gaúcho:
MIRIM
1 Nicolas Guth – 27,5 pontos
2 Rafael Giordani – 24,5
3 Benjamin Gasparini – 19,5
4 Lorenzo Cerutti – 18
5 Murilo Prado – 16

CADETE
1 Leonardo Mosmann – 25,5 pontos
2 Igor Vacari – 22,5
3 Guki Toniolo – 22
4 Valentina Gil – 20
5 Breno Ebrahim – 16,5
6 Bernardo Weber – 16
7 Laura Boessio – 11,5
8 Vitor Souza – 11

JÚNIOR
1 Arthur Gama – 27,5 pontos
2 Gabriel Moura – 22,5
3 Felipe Krey – 17,5
4 João Cardoso Neto – 17
5 Dudu Schons – 16
6 Rafael Bastos – 15

GRADUADOS
1 Francesco Ventre – 25,5 pontos
2 Bayard Santos – 22
3 Alain Sisdeli – 21
4 Breno Rubim – 20,5
5 Eduardo Lazzari – 16

SÊNIOR
1 Eduardo Dieter – 27,5 pontos
2 João Cunha – 21,5
3 Rodrigo Soares – 21,5
4 Luiz Eduardo Salau – 19
5 Alex Ribeiro – 17
6 Lucas Altíssimo – 14,5
7 Everton Naumann – 11
8 Leonardo Dutra – 10
9 Fábio Cabral – 6
10 Vinícius Dall´Agnol – 5

SUPER SÊNIOR
1 Marcello Ventre – 27,5 pontos
2 Jairo Zílio – 24,5
3 Toni Brasil – 21

F4 LIGHT GRADUADOS
1 Pedro Trevisol – 27,5 pontos
2 Pedro Ebrahim – 22,5
3 Bernardo Wiebbeling – 21
4 Leonardo Grechi – 17
5 Nicolas Moreira – 15,5
6 Erick Mota – 7
7 Nathaniel Mirapalheta – 6

F4 LIGHT SÊNIOR
1 Luciano Tavares – 27,5 pontos
2 Alberto Rosa – 22,5
3 Leonardo Canabarro – 19
4 Paulo Viegas – 16,5
5 Gustavo Manke – 16
6 José Alberto Pegoraro – 15

SUPER F4
1 Pedro Trevisol – 27,5 pontos
2 Bayard Santos – 22,5
3 Pablo Morales – 20
4 Álvaro Nieto – 16,5
5 Luiz Felipe Kaercher – 16
6 Daniel Ávila – 5

F4 APA GRADUADOS
1 Lucas Cardoso – 25,5 pontos
2 Alberto Brod – 22
3 Dinarte Oliveira Júnior – 20
4 Thalisson Cardoso – 19,5
5 Gabriel Ávila – 17,5

F4 APA SÊNIOR
1 Gustavo Manke – 22,5 pontos
2 Eduardo Spies – 22
3 Vitor Schunck – 21,5
4 Alberto Rosa – 21
5 Pablo Mendes – 16,5
6 Hélio Santos Júnior – 16
7 Maurício Nogueira – 16
8 Jader Ruivo – 13,5
9 Leandro Roca – 7,5

INDOOR GRADUADOS
1 Leandro Andrade – 15 pontos perdidos
2 Luiz Sena Júnior – 17
3 Vinícius Bargmann – 19
4 Tiago Friedrich – 23
5 Michel Bohn – 30
6 Henrique Cruz – 32
7 Edson Gravina – 32
8 Paulo Oliveira – 32
9 Caio Stédile – 34
10 Eduardo Breda – 39
11 Ademar Disconsi Júnior – 39
12 José Schwertner Júnior – 41
13 Taylor Júnior – 49
14 Anderson Fogaça – 50
15 Bruno Fraga – 53
16 Renato Reschke – 57
17 Gabriel Vernieri – 57
18 Tiago Deitos – 57
19 João Antônio Borba – 69

INDOOR MASTER
1 Luiz Sena Júnior – 13 pontos perdidos
2 Luiz Fernando de Vargas – 18
3 João Vitor Perin – 20
4 Raphael Pansera – 24
5 Adriano Carboni – 27
6 Ademar Disconsi Júnior – 28
7 Tomas Araújo – 29
8 Wellington Caldeira – 31
9 Thiago Boz – 32
10 Mateus Schreck – 35
11 Rafael Fleck – 38
12 Leandro Nery – 48
13 Bruno Pescador – 57
14 Demilson Andrade – 60
15 Vinícius Araújo – 62
16 Maciel Seidler – 65
17 Renato Reschke – 66
18 Márcio Correia – 68
19 Saul Leite Júnior – 72
20 Michel Bohn – 75
21 Dinarte Oliveira Júnior – 78
22 Francisco Fernandes Júnior – 81
23 Luiz Afonso Reschke – 82
24 Pablo Mendes – 89

INDOOR SÊNIOR
1 Saul Leite Júnior – 4 pontos perdidos
2 Jorge Sander – 14
3 Diogo Dal Prá – 16
4 Paulo Oliveira – 19
5 Luís Deitos – 21
6 Fábio Buchholz – 23
7 Adonis Sulzbach – 27
8 Antônio Manzoni – 29
9 José Renato Oliveira – 34
10 Roni Gaiewski – 35
11 Carlos Ravazzolo – 38

Fonte: Portal Kart Motor | Erno Drehmer - Cronometragem: Fast Crono

  • Não há comentários cadastrados até o momento!