publicidade
30/07/2019 11:27

Pedro Aizza repetiu a 1ª fase e subiu no pódio do Brasileiro outra vez, agora pela Codasur Júnior


Foto: Eni Alves

Pedro Aizza (35)


A segunda fase do Campeonato Brasileiro em Cascavel (PR), entre 22 a 27 de julho, teve enredo parecido com a primeira para o piloto Pedro Aizza (Promax Bardahl/Thunder Technology/GM Motorsport). Após a quinta colocação na semana inicial, o curitibano de 14 anos teve mais uma vez que enfrentar dificuldades no acerto de seu kart, para obter destaque, desta vez na Codasur Júnior. Ele foi o quinto colocado, após terminar a final em sexto e ver um adversário sofrer penalização.

Na primeira classificatória, Aizza ficou em quarto lugar. Na pré-final, que definia a posição de largada na prova que encerraria a competição, o piloto Promax Bardahl foi o terceiro, porém foi punido pela organização em cinco segundos, tendo que largar na oitava posição. Mesmo assim, fez uma final de superação para garantir o quarto lugar na competição nacional.

'Me deram cinco segundos pela ultrapassagem em bandeira amarela na pré-final, mas naquele momento não tinha o que fazer. Era ultrapassar ou bater o kart, que estava parado no meio da curva. No regulamento não diz em quais voltas você é obrigado a devolver a posição, ou seja, isso deixa claro que pode ser até a última volta', contou Pedro.

'Mas não foi o que ocorreu. Entre a primeira e segunda volta após a ultrapassagem, olhei para trás várias vezes e vi que kart 11 estava chegando, mas também trazendo mais dois adversários com ele. Tinha que deixar somente ele me ultrapassar, não os demais. Não dificultei a ultrapassagem, para não perder três posições. Os comissários acabaram não aceitando e me tiraram os cinco segundos', completou.

Com a decisão confirmada pela organização, Pedro Aizza largou em oitavo lugar e, logo na primeira curva, era quinto colocado. Em seguida, subiu para a terceira colocação. 'Aí começou o bate-bate de pilotos mais novos rápidos que querem vencer logo nas primeiras voltas e me atrapalharam muito batendo em mim, não por maldade, mas pela ansiedade de ganhar e acabaram me prejudicando', disse Aizza.

'Cheguei em sexto, mas com penalizações dos adversários fiquei em quinto. Tudo serviu de lição e aprendizado para mim. Saí do campeonato com a sensação de dever cumprido, sem nenhuma penalização por motivo de conduta antidesportiva. Não atrapalhei e não fiz jogo sujo com ninguém. Dei meu máximo e cheguei em quinto nas duas fases. Pilotando consciente de que eu não tinha um conjunto para vencer', finalizou.

O piloto Promax Bardahl já disputou 14 provas neste ano, com oito vitórias. Antes dos dois top 5 na primeira fase do Brasileiro, Aizza conquistou cinco vitórias consecutivas entre maio e junho: Metropolitano de Cascavel; Sul-Americano, em Nova Santa Rita (RS); quinta etapa da Copa São Paulo Light, em Aldeia da Serra (SP); a segunda de três provas do Sul-Brasileiro, em Xanxerê (SC), e o Open do Brasileiro, em Cascavel.

Antes de fazer a 'quina', Pedro havia sido segundo colocado na segunda etapa da Copa SPR Light, em Penha (SC). O paranaense competiu também nas quatro corridas anteriores da Copa SP Light, que conquistou uma vitória na segunda etapa, além de somar uma segunda, uma terceira e uma oitava colocações. Aizza esteve também nas aberturas da Copa Interlagos e do Campeonato Sul-Brasileiro, ambas vencidas por ele, em fevereiro e abril, respectivamente.

Fonte: ZDL Sports

  • Não há comentários cadastrados até o momento!