publicidade
23/12/2020 06:36

Matheus Morgatto deve recorrer da punição que lhe tirou o título de campeão brasileiro da Graduados


Foto: Bruno Gorski

Matheus Morgatto


Depois de conquistar a pole no Mundial em Portugal, Matheus Morgatto teve mais uma grande exibição em 2020 ao garantir na pista o título de campeão brasileiro na principal categoria do kartismo, a Graduados. Saindo da pole e dominando a prova de ponta a ponta, a vitória confirmou um desempenho impressionante no Speed Park. A taça de campeão, no entanto, lhe foi tirada minutos depois da bandeirada e por uma razão questionável: sua carenagem lateral se soltou e isso causou um acréscimo de 20 segundos em seu tempo.

“Fomos campeões brasileiros na pista e isso ninguém pode nos tirar. Quanto a punição, é lamentável que os comissários não tenham o bom senso de ver que a peça em questão não representava nenhum risco aos outros competidores e que, mesmo caindo na última curva, não trouxe nenhum problema, inclusive o peso do meu kart seguiu dentro do regulamento”, explicou Morgatto.

A decisão da punição também causou polêmica porque a placa de bandeira preta com laranja (para advertir o piloto que há algo de errado em seu kart e necessita reparo imediato no box) só foi exibida a Morgatto após ele cruzar a linha de chegada para abrir a última volta.

“Mesmo que eu quisesse cumprir a punição no tempo hábil não seria possível, e o fato de a carenagem soltar ainda durante a competição e meu kart chegar dentro do peso mostra que, se a corrida tivesse sequência, a bandeira preta com laranja seria retirada, como já aconteceu em diversas corridas de categorias, como a Stock Car, por exemplo, quando há casos semelhantes”, explica Morgatto.

A equipe deve recorrer da decisão – mas o piloto sabe que suas chances de recuperar o título conquistado na pista são mínimas.

“Infelizmente ainda é preciso melhorar muito este lado de nosso esporte no Brasil. Em todo caso, estou feliz com minha performance na pista, mostrando que 2020 foi realmente um grande ano de evolução para mim. Quero agradecer ao time, em especial ao Onassis e RBC Motores, ao Giovanni Guerra, por onde somos filiados, e também ao Speed Park pela grande estrutura. Foi ótimo rever os amigos do kart no Brasil e certamente o Mundial de 2021 aqui será inesquecível. Espero estar na briga pelo título”, completou o piloto.

Fonte: RF1

  • Não há comentários cadastrados até o momento!