publicidade
09/04/2018 12:30

Campeonato Baiano retorna com seis etapas em 2018 e fará homenagens a abnegados


Foto: Luciana Flores

Paulo Cunha


Como uma Fênix, ressurgindo das cinzas, o Campeonato Baiano voltou a ser disputado em 2017, depois de dois anos sem disputa por conta do um “ippon” que o Kartódromo Ayrton Senna sofreu, perdendo seus boxes e parte da sua pista. A Associação Bahiana de Karts (ABK), carinhosamente, reinventou o espaço que trouxe tantas alegrias aos amantes do kartismo baiano.

A alegria voltou e nada mais justo do que render homenagens para alguns que contribuíram nos últimos destes mais 68 anos de história para que a tradicional competição continuasse a ser disputada. A primeira etapa do Baiano 2018 será em homenagem ao piloto e arquiteto Paulo Cunha, que como piloto compete desde quando as provas eram no Jardim dos Namorados, no final dos anos 60.

Além de piloto, o arquiteto Paulo Cunha também contribuiu com kartismo baiano com o projeto do Kartódromo de Vitória da Conquista e agora, com o projeto do Kartódromo do Complexo Automobilístico de São Francisco do Conde, que, além do kartódromo ainda conta com pistas de Velocidade na Terra, Arrancada e Autódromo.

A ABK definiu homenagens também ao piloto e presidente do Clube de Automobilismo da Bahia, Aureliano Campos, o Lelo Bala, em memória, que sempre esteve presente nas provas, atuando muitas vezes como fiscal de pista entre outras atividades. A outra homenageada será a ex-presidente da Federação de Automobilismo da Bahia, Selma Moraes, considerada o 'motorzinho' do automobilismo baiano e que muito fez e continua fazendo também pelo kart.

Como nas últimas temporadas, o Campeonato Baiano está previsto para ser decidido em seis etapas, com a primeira no dia 15 de abril. Cada etapa terá duas provas, totalizando 12 baterias no ano para cada categoria.

Este ano algumas novidades atestam o renascimento e a consolidação do kartismo na Bahia, apesar da energia política que tentou acabar com o Kartódromo Ayrton Senna. Uma delas é o crescimento de quase 100% da categoria Sport 400 A, que conta com o retorno de alguns pilotos como o multicampeão e maior ídolo do automobilismo baiano atualmente, Diego Freitas, e deve contar com mais de 13 pilotos no grid.

A categoria Rental, disputada com karts alugados e em dupla, também cresceu. Os pilotos se juntaram em uma vaquinha para comprar novos motores, que, de acordo com o regulamento, serão sorteados entre as duplas em cada bateria.

A pista do combalido Kartódromo Ayrton Senna também cresceu. Sem apoio nenhum, mais uma vez, os pilotos se juntaram e compraram asfalto suficiente e custearam as obras para fazer mais uma curva, aumentando o tamanho da pista em 50 metros. O que aumentou, também, foi a rivalidade entre os pilotos das categorias Sport 400 A, Sport 400 A Master, Sport 400 B e Rental, aumentando consequentemente o nível da adrenalina do bom público que sempre acompanha a disputa.

Confira o calendário:
1ª etapa - 15 de abril
2ª etapa - 3 de junho
3ª etapa - 18 de agosto
4ª etapa - 15 de setembro
5ª etapa - 28 de outubro
6ª etapa - 8 de dezembro

Fonte: Miguel Brusell

  • 09/04/2018 17:21 Andrade

    Parabéns a todos os pilotos e em especial a ABK pelo excelente trabalho para manter o kartismo na Bahia. SÓ não entendo elogiar tanto uma pessoa como a ex presidente Selma, que nem sequer apareceu para ASSISTIR alguma corrida do campeonato de kart 2017. Passou Dex anos e fez o que pelo automobilismo baiano?