publicidade
29/11/2020 11:11

Após bela vitória no sábado, Felipe Drugovich volta a marcar pontos no Bahrein pela 11ª etapa da Fórmula 2


Foto: Dutch Photo Agency

Felipe Drugovich


Vencedor da prova mais longa e mais importante na 11ª etapa da Fórmula 2 no sábado (28) no Bahrein, o brasileiro Felipe Drugovich voltou à pista neste domingo para disputar a segunda e antepenúltima corrida da temporada. Partindo da 8ª posição por conta da inversão do grid entre os oito primeiros colocados na primeira corrida, o brasileiro viveu momentos distintos.

Animado pela vitória no sábado, quando recebeu a bandeirada mais de 14 segundos à frente de Callum Ilott, o piloto de Maringá (PR) perdeu terreno na largada e permaneceu por algumas voltas entre a 11ª e 13ª posição. Porém, ao longo da prova, Drugovich conseguiu estabelecer um ritmo mais produtivo e, se aproveitando de um incidente à sua frente, retomou a posição em que largara.

O bom ritmo lhe permitiu pressionar e tentar ultrapassar o dinamarquês Christian Lundgaard por algum tempo em uma disputa que valia a sétima posição e também a sexta, ocupada por Mick Schumacher, que estava logo à frente. Entretanto, o forte desgaste dos pneus na disputa impediu que o piloto da equipe holandesa MP Motorsport conseguisse a ultrapassagem. Assim, após novamente perder rendimento, Felipe Drugovich recebeu a bandeirada em 8º.

“Foi uma corrida complicada. A largada não foi boa, pois o carro patinou bastante e isso acabou comprometendo os pneus traseiros, que ‘fritaram’ um pouco. Perdi algumas posições e, assim, começamos mais atrás do que pretendíamos”, resumiu Felipe Drugovich. “Mais tarde, ataquei o Lundgaard e os pneus acabaram ainda mais desgastados. Por fim, tive que tratar de manter os pneus para terminar em 8º, posição que não foi tão ruim ao fim de tudo que aconteceu hoje”, finaliza o piloto, que pontuou mais uma vez, a 11ª em 22 corridas.

A Fórmula 2 volta à pista no próximo final de semana para a disputa de sua 12ª e última rodada, que será realizada no circuito externo do mesmo autódromo do Bahrein.

Felipe Drugovich tem o apoio de Drugovich Auto Peças, que atua no ramo de peças para caminhões e ônibus; da Noma, destaque no segmento de implementos rodoviários; e da Stilo, fabricante italiana de capacetes.

O resultado da corrida de hoje no Bahrein:
1 Robert Shwartzmann (RUS) – Prema Racing – 23 voltas – 43:15.992
2 Nikita Mazepin (RUS) – Hitech Grand Prix – a 5.283
3 Louis Deletraz (SUI) – Charouz Racing System – a 6.472
4 Marcus Armstrong (NZL) – ART Grand Prix – a 10.655
5 Guanyu Zhou (CHI) – UNI-Virtuosi – a 15.133
6 Christian Lundgaard (DIN) – ART Grand Prix – a 18.564
7 Mick Schumacher (ALE) – Prema Racing – a 20.741
8 Felipe Drugovich (BRA) – MP Motorsport – a23.510
9 Roy Nissany (ISR) – Trident – a 25.352
10 Artem Markelov (RUS) – BWT HWA Racelab – a 31.150
11 Marino Sato (JAP) – Trident – a 31.848
12 Dan Ticktum (GBR) – DAMS – a 39.824
13 Giuliano Alesi (FRA) – MP Motorsport – a 43.904
14 Sean Gelael (IND) – DAMS – a 44.427
15 Yuki Tsunoda (JAP) – Carlin – a 49.148
16 Callum Illot (GBR) – UNI-Virtuosi – a 63.463
17 Jack Aitken (GBR) – Campos Racing – DNF
18 Guilherme Samaia (BRA) – Campos Racing – DNF
19 Pedro Piquet (BRA) – Charouz Racing System – DNF
NC Luca Ghiotto (ITA) – Hitech Grand Prix – DNF
NC Jehan Daruvala (IND) – Carlin – DNF
NC Theo Pourchaire (FRA) – BWT HWA Racelab – DNF

Fonte: KG COM Assessoria de Comunicação

  • Não há comentários cadastrados até o momento!